ABA no Facebook ABA no Twitter
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras

Notícias

  20/07/2018 

A acupuntura no Brasil: uma concepção de desafios e lutas omitidos ou esquecidos pela história

Entrevista com dr. Evaldo Martins Leite

Acupuncture in Brazil: a conception of challenges and struggles omitted or forgotten by history - Interview with doctor Evaldo Martins Leite

Acupuntura en Brasil: una concepción de retos y luchas omitidos u olvidados por la historia - Entrevista con el dr. Evaldo Martins Leite

 

Esta entrevista foi concedida pelo dr. Evaldo Martins Leite no dia 16 de julho de 2012, em seu consultório na Associação Brasileira de Acupuntura, em São Paulo. ELe é médico cardiologista e ex-professor da Faculdade de Medicina Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Acupunturista desde a década de 1950, é considerado pioneiro da acupuntura tradicional no Brasil e no exterior. É um dos fundadores e, atualmente, presidente da Associação Brasileira de Acupuntura (ABA). Os encontros foram realizados em seu consultório na ABA e marcados pela sua simpatia, atenção e transparência. Sua devoção à acupuntura é fascinante. Foi com pesar que ouvi o dr. Evaldo relatar suas dificuldades e, com admiração, pela sua coragem para enfrentá-las. A história de vida do dr. Evaldo Martins Leite foi capaz de captar fatos esquecidos ou omitidos pela história. Ele traduz, de forma simples e transparente, suas experiências.

Como mencionado, a narrativa foi produzida segundo a metodologia da História Oral de Vida, tal como é proposta por Gallian1 , Meihy2 e Meihy e Holanda3 . De acordo com Meihy2 (p. 17), a História Oral, “além de renovada pelo uso de aparelhos eletrônicos e com fundamentação moderna, é dinâmica e criativa, fato que torna discutível qualquer conceituação fechada”.

Esta abordagem segue um rigoroso conjunto de procedimentos para a constituição das narrativas, que garantem a ética e a validade das mesmas como documentos a serem analisados2: (1) gravação das entrevistas; (2) confecção do documento escrito: transcrição, textualização, transcriação – texto recriado em sua plenitude, nesta fase sofrerá a interferência do autor, tudo obedecerá aos acertos combinados com o colaborador, que irá legitimar o texto no momento da conferência; (3) conferência e validação do documento escrito; (4) análise; (5) devolução do produto.

CLIQUE AQUI E VEJA A ENTREVISTA COMPLETA

Última atualização: 20/07/2018 às 14:46:15
 
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras

Comente esta notícia

Nome
Nome é necessário.
E-mail
E-mail é necessário.E-mail inválido.
Comentário
Comentário é necessário.Máximo de 500 caracteres.

Comentários

Seja o primeiro a comentar.
Basta preencher o formulário acima.

 
FONE 55 (11) 3885-0524
aba@abapuntura.com.br
Copyright 2013 © ABA Associação Brasileira de Acupuntura
SEDE - R. Guarará, 242 - Jardim Paulista - São Paulo/SP - Brasil
www.igenio.com.br